A Vida de Che

por Oesterheld e Alberto e Enrique Breccia

A Vida de Che

por Oesterheld e Alberto e Enrique Breccia

A Vida de Che

por Oesterheld e Alberto e Enrique Breccia

A Vida de Che

por Oesterheld e Alberto e Enrique Breccia

12/10/17

$hunga | Bar Irreal | 12 Out | 21h30


Aaron Kaneshiro, vulgo Aaron $hunga, autor do ruminante Aspiração Horrífica / Vacuum Horror (MMMNNNRRRG, 2011), estará no Bar Irreal (Lisboa), no dia 12 de Outubro, pelas 21h30, para apresentar o seu novo livro DMV: Jidousha Bumon, e apadrinhar o novo ciclo de programação do PEQUENO é bom!, um evento de encontros entre editores independentes organizado pela Chili Com Carne e que decorreu semanalmente entre Abril e Novembro de 2010 na Casa da Achada / Centro Mário Dionísio.

DMV: Jidousha Bumon
1980: After the Third world war, Mega Los Angeles begins exiling Americans to the DMV: Department of Motor Vehicles. This is a war zone encompassing the southern half of the country.  It is ruled over by four vicious warlords.  Meanwhile, Fidge Conn, a Chinese corporation, is planning a military coup.





Haverá uma conversa com este autor norte-americano e Marcos Farrajota e, como forma de financiamento para trazer cá autores de BD independentes, será colocado à venda DYS uma compilação de tiragem limitada com todas as BDs de $hunga publicadas no fanzine Lodaçal Comix, numa co-edição entre a MMMNNNRRRG e a Ruru Comix. Em 2018 logo se vê…

Kaneshiro, nascido em 1983, em Honolulu, Havaí, licenciou-se em desenho e pintura pela Univerdade do Havaí. Trabalha e vive em São Francisco, como Chef privado.

Auto-publicou Vacuum Horror (2006) e Endless Night (2010). Fez cartazes para bandas locais e a capa do álbum dos VEXX. Foi publicado em várias revistas como Beautiful Decay, Lodaçal Comix (Portugal), Happiness e Salt Hill. Aspiração Horrífica foi publicado em formato livro em Portugal pela MMMNNNRRRG e na Finlândia pela Huuda Huuda, ambas edições em 2011.


Vacuum Horror/Aspiração Horrífica (MMMNNNRRRG, 2011)
Vacuum Horror/Kosminen Puhdistus (Huuda Huuda, 2011)
Endless Night (2010)

10/10/17

Santa Camarão de Xavier Almeida, para breve...


Xavier Almeida faz da falta de meios, o seu processo de trabalho. Porno, comida, spray, tinta, Residência em casa dos meus pais, entre a bd e a arte conceptual – “Porco Sanchez – Em fuga da f#”$ censurada” , o dadaísta do bar [in] da esquina. Faz livros, musica, performances, organiza eventos, faz os cartazes e arruma as cadeiras no fim.

Para a Colecção CCC o autor está a preparar uma bd sobre o José Soares Santa (1902-1968), o pugilista peso-pesado português, conhecido como Santa Camarão, que alcançou fama mundial nas décadas de 20 e 30. Segundo Renaldo José Santa, o seu único filho, Santa CamarãoEra um bocadinho triste e um bocadinho sozinho. Era um homem grande de bom coração”. Acabou os seus dias em Ovar, cidade onde nasceu. Em 2010, a título póstumo, a sua carreira foi homenageada pela Confederação do Desporto de Portugal como uma das 100 grandes carreiras portuguesas, durante as comemorações do centenário da República. O Governo Português atribuiu-lhe ainda a Medalha de Bons Serviços Desportivos, também a título póstumo, pois claro.

O livro de Xavier Almeida sai em Novembro…

 
José Soares Santa, o Santa Camarão

07/10/17

"A Vida de Che" por Oesterheld e Alberto e Enrique Breccia


Vida del Che é a biografia de Ernesto Guevara, o Che Guevara, um dos ideólogos e comandantes da Revolução Cubana.

Escrita por Héctor Germán Oesterheld e superiormente desenhada por Alberto Breccia e seu filho Enrique Breccia, foi publicada em Janeiro 1968 (capa original reproduzida aqui ao lado) pela Ediko S.C. cujo editor Carlos Pérez trabalhava para a editora de Joorge Álvarez, e isto em pleno Onganiato e apenas três meses depois do assassinato de Che na Bolívia. Posters nas ruas de Buenos Aires anunciaram a publicação e a edição foi um sucesso de vendas. O jornal diário La Nación publica então um editorial advertindo sobre o perigo da existência de uma banda desenhada sobre um personagem revolucionário como o Che. Pouco tempo depois a ditadura militar argentina apreende os exemplares restantes e destrói os originais. Oesterheld, desde então visado pela ditadura, é preso em 1977 e, juntamente com as suas quatro filhas (duas grávidas), e os seus genros, é torturado e assassinado, provavelmente, em 1978 pelo regime militar argentino (recuso-me a usar aqui o termo “desaparecido”).

Além da excelente arte dos Breccia e do lirismo urgente na escrita de Oesterheld, este muito, muito resumido relato serve para realçar a importância histórica desta edição que agora a Levoir irá publicar com o jornal Público, no próximo dia 8 de Outubro, data em que se assinala os 50 anos sobre a morte de Che.

Fundamental em qualquer biblioteca, considero já que esta imperdível edição poderá ser a melhor do ano editorial português.









Maximum Rocknroll #413 Out. 2017


Disponível na Black Mamba Distro €4.50
"It’s time for Maximum Rocknroll #413, the October 2017 issue! Do you love KLEENEX/LILIPUT as much as we do? Then you will love the scoop that we have on NEON and their involvement in the early Swiss punk scene. We also speak to Rome’s NOFU on the eve of their first US tour, while LOS IMPUESTOS tell us about the struggles of discovering new music and being a punk in their native Guatemala. Interested in the history of squatting? So is Amy Starecheski, the author of Ours to Lose: When Squatters Became Homeowners in New York City, who spills about an incredibly unique moment in US squatting history. In a dual interview, filmmakers Monika Estrella Negra and Michelle Garza Cervera about combating the dominance of straight white male voices in cinema."